30 de junho de 2012

Os Sofrimentos do Jovem Werther - J.W. Goethe


            Johann Wolfgang Goethe publicou em 1774 este que é o romance romântico por excelência. Os Sofrimentos do Jovem Werther causou impacto em sua época e inspirou muitos jovens a imitarem o trágico e derradeiro gesto do protagonista, tamanha a identificação que tiveram com seu drama. O suicídio de Werther não é novidade e citá-lo aqui não chega a ser exatamente um spoiler, afinal nada muda o acompanhar a trajetória e a agonia da personagem-título (pois o próprio título do livro adianta as emoções que estão por vir). Goethe recorre ao romance epistolar para mostrar as agruras, sentimentos, esperanças e decepções de Werther, que se apaixona perdidamente por Charlotte, cujo amor é impossibilitado pelo fato dela ser noiva de outro rapaz (situação que tem toques autobiográficos já que o próprio Goethe viveu um romance desiludido).
Nós leitores somos Wilhelm (a quem as cartas de Werther são endereçadas), os interlocutores desta personagem atormentada, dividimos com ele seu sofrimento e suas alegrias e nos preocupamos à medida que sua obsessão por Charlotte cresce e faz-lhe mal e sua história de amor parece-lhe mais distante de concretizar. Certamente vamos nos solidarizar com Werther e nos compadecer de não poder fazer nada para impedir o seu declínio.
            Mas “Werther” não trata apenas de amor, versa sobre o angustiante sentimento de não adaptação do jovem com as regras da sociedade, as dificuldades da vida adulta e de seguir suas convenções (que incluem falsidades, competição, das quais Werther não concorda e compartilha), fazendo da personagem aquela pessoa que não se encaixa e não sente-se pertencente a lugar algum. Como todo jovem hoje em dia e como sempre o foi desde que este mundo é mundo.
            Pelo seu universalismo e sua atemporalidade, Os Sofrimentos do Jovem Werther segue fresco para o leitor por representar um estado de alma (causado pelo amor) de sua época com tanta precisão e atravessar os séculos, pois esta sensação nos acompanhou até atualmente mesmo que com diversas variações e transformações ocasionadas pelos novos comportamentos e realidades.

Um comentário: